• Notícias
  • Clube
  • Futebol
  • Serviços
  • Clube de Vantagens
  • Inter Store
    Associe-se

    “Um grupo, sim, se torna vencedor; não o individual”, destaca Taison sobre o grande returno colorado

    Embalado após vencer as três partidas que já disputou no returno do Brasileirão, o Clube do Povo dará continuidade à luta pelo topo da tabela na noite deste sábado (02/10). Invicto há oito jogos, o time de Diego Aguirre enfrentará o Galo, a partir das 21h, em confronto da 23ª rodada do Nacional. Entrevistado pelo Canal do Inter ao longo da semana de preparação para o embate, o camisa 10 Taison compartilhou suas expectativas para o embate do Mineirão.

    Foto: Ricardo Duarte

    “Jogar contra o Atlético, em casa ou dentro da deles, é sempre difícil. Tem uma grande equipe, grandes jogadores, o Hulk, o Diego e o Nacho. Temos que estar concentrados para fazer um grande jogo, tentar buscar a vitória desde o início, porque o nosso clube também tem que ser respeitado. O Inter é muito grande para não ser respeitado, e a gente está buscando isso no Brasileiro. No returno, temos uma campanha muito boa, não perdemos ainda, e esperamos não perder.”

    Taison

    Capitão colorado, Taison esteve indisponível nas duas primeiras rodadas do segundo turno. Lesionado, recebeu alta do DM em tempo de enfrentar o Fortaleza na rodada passada, quando foi titular na vitória de 2 a 0. Questionado a respeito das características que entende como responsáveis pelo bom momento do Clube do Povo, o ídolo alvirrubro destacou o comprometimento de todo o elenco como um diferencial na recente fase do Inter.

    Foto: Ricardo Duarte

    “A boa fase se deve a todo mundo que, no dia a dia, dá um pouco de si nos treinamentos. Ao mister Aguirre, o professor Fernando, Paixão, Élio, João. A todo mundo que trabalha, nossa defesa, nosso ataque, os jogadores que, às vezes, não entram no jogo. Nosso treinamento é muito bom, a gente trabalha muito forte. Então, é mérito de todo mundo. Um grupo, sim, se torna vencedor, não o individual. E um grupo vencedor começa do goleiro aos outros que estão na reserva.”

    Jogador de trajetória consolidada com a camisa da Seleção Brasileira – a ponto de ter disputado a Copa do Mundo de 2018 -, Taison somente direcionou elogios a um companheiro em específico quando perguntado a respeito de Edenilson. Convocado pela segunda vez consecutiva para representar a Canarinho, o camisa oito foi intensamente elogiado pelo 10, que destacou a história de vida do colega como um dos muitos motivos que o alegram na boa fase de SuperEd.

    Foto: Lucas Figueiredo/CBF

    “O Edenilson é artilheiro do Campeonato Brasileiro, e não é à toa. Tem um talento tremendo, trabalha no dia a dia. No que depender de mim, não só o Ed, como os outros jogadores, vou estar sempre à disposição. Mas fico feliz por ele, um cara que considero. Pela história de vida que tem, um cara que lutou muito, muito, muito para estar onde chegou hoje. Feliz que ele esteja na Seleção, e que ele possa ajudar muito o Internacional.”

    Taison

    Depois de enfrentar (e vencer) Fortaleza e Bahia no Beira-Rio, o Inter agora se prepara para duas partidas consecutivas como visitante. Superada a sequência longe de Porto Alegre, porém, a volta ao Gigante terá um significado ainda mais especial, pois também marcará o returno do público às arquibancadas da casa colorada. Jogador de intensa identificação com o povo vermelho, Taison fez questão de comemorar o iminente reencontro com a Maior e Melhor Torcida do Rio Grande.

    “Bom isso estar acontecendo no nosso Brasil novamente. A gente sente falta desse calor do torcedor colorado, e espera eles de braços abertos. O recado para dar é que eles estejam se cuidando, porque isso não passou, mas já estou esperando eles há muito tempo. Quero poder ver eles de perto, estamos morrendo de saudades de ter a torcida ao nosso lado. Esperamos jogar em casa com esse apoio, vai ser muito bom.”

    Falta pouco para o reencontro/Foto: Alexandre Lops

    Sétimo colocado no Brasileirão, o Inter chega para a rodada deste final de semana com 32 pontos, um a menos do que o Corinthians, atual sexto. Uma vitória em Minas, portanto, pode alçar o Clube do Povo ao G6 do Campeonato, grupo que tem vaga garantida na Libertadores do ano que vem.