• Notícias
  • Clube
  • Futebol
  • Serviços
  • Clube de Vantagens
  • Inter Store
    Associe-se

    Um Clube feito pelo Povo

    O Inter se posiciona pelo passado, de história popular, mas, principalmente, por conta do presente. Combater o preconceito significa defender nossa gente. Gente como a Édy, mulher trans e colorada, que faz parte do Clube do Povo. Conheça sua história:

    Dia do Orgulho LGBTQI+

    O Inter se posiciona pelo passado, de história popular, mas, principalmente, por conta do presente. Combater o preconceito significa defender nossa gente. Gente como a Édy, mulher trans e colorada, que faz parte do Clube do Povo. #pride

    Posted by Sport Club Internacional on Sunday, June 28, 2020

    Dia do Orgulho LGBTQI+ homenageia Revolta ocorrida, há 51 anos, em Nova York

    Bar Stonewall In no final dos anos 1960/Foto: Divulgação

    Nova York, 28 de junho de 1969. Na ilha de Manhattan, o boêmio bairro de East Village vive mais uma noite agitada, com destaque para o popular Stonewall Inn, que ferviha embebedado de amor e alegria.

    Icônico por levantar bandeiras de resistência em uma cidade que, até a década de 1980, considerava criminosa a relação entre duas pessoas do mesmo sexo, o bar costumava ser frequentado pela parcela da população marginalizada da sociedade, em especial homossexuais. Toda a euforia compartilhada no local, entretanto, foi abruptamente interrompida quando, naquela madrugada, policiais empreenderam uma autoritária e violenta batida no estabelecimento.

    Policiais conduzem batida violenta no bar/Foto: NBCNews

    Sob a justificativa de que o endereço não poderia comercializar bebidas alcoólicas, os agentes algemaram funcionários e, arbitrariamente, passaram a agredir travestis e drag queens, detendo um total de 13 pessoas. Do lado de fora, uma multidão, que assistia indignada às prisões, decidiu responder, encurralando e mantendo os policiais dentro do bar até o amanhecer.

    O episódio serviu de faísca para a ‘Revolta de Stonewall’, marcada por seis dias de ruas tomadas em protestos contra a homofobia e em defesa do amor e das liberdades. Um ano depois, comprovando a importância do levante nova-iorquino, os Estados Unidos sediariam, em diversas regiões, as primeiras paradas LGBTQI+ da história.

    Primeira ‘Marcha do Orgulho Gay’ de que se tem registro, realizada nos EUA/Foto: Divulgação

    Considerado um marco do combate à homofobia, atualmente o episódio de Stonewall é homenageado com a comemoração do Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+ em 28 de junho. Passados 51 anos da Revolta, o Inter, consciente de sua obrigação, reafirma, na data, seu compromisso na luta contra o preconceito. Amar quem queremos e viver como nascemos é um direito de todos, primordial para o Clube do Povo, que se posiciona também pelo passado, de resistência, mas, principalmente, pelo presente, ainda muito discriminatório, encarado, em nossa casa, o Beira-Rio, através do canal de denúncias ‘Estaremos Contigo’. Viva o amor, em todas as suas formas!