• Notícias
  • Clube
  • Futebol
  • Serviços
  • Clube de Vantagens
  • Inter Store
    Associe-se

    Thiago Galhardo é apresentado e declara: ‘o Inter me escolheu e eu escolhi o Inter. Quero ficar marcado aqui’

    Mais novo meia-atacante colorado, Thiago Galhardo foi apresentado à torcida e imprensa no final da manhã desta sexta-feira (10/01), após o encerramento das atividades que abriram o terceiro dia de pré-temporada do Internacional. Anunciado na última quarta-feira (08/01), o atleta, que na temporada passada se destacou vestindo as cores do Ceará, explicou o porquê de assinar com o Clube do Povo até o final de 2020: “O Inter me escolheu e eu escolhi o Inter. Não me arrependo, estou muito feliz, e espero deixar minha história aqui”.

    A coletiva de apresentação do novo reforço alvirrubro foi aberta por Alessandro Barcellos, vice-presidente de Futebol colorado, que fez questão de destacar a satisfação do Clube em assinar com o atleta, definido como uma “conviccção do departamento de futebol”. Na mesma linha seguiu Rodrigo Caetano, que revelou a vontade de Thiago em defender as cores do Inter, característica descrita como fundamental ao longo das negociações. Encerrada a fala do diretor executivo, Galhardo vestiu o manto alvirrubro, posou para fotos, e concedeu entrevista aos veículos de imprensa, na qual discorreu sobre como espera ajudar o elenco nesta temporada e comentou suas primeiros impressões do Inter e, também, do trabalho de Coudet. 

    Confira os principais trechos da coletiva:

    Alessandro Barcellos:

    “É com grande satisfação que estamos aqui em nome da direção do Sport Club Internacional para anunciar a contratação do Thiago Galhardo. Um jogador que, principalmente no último ano, esteve entre os goleadores do Brasileirão. Atleta versátil, que tem na sua capacidade tanto vir de trás quanto ocupar a frente, marcando gols. Trata-se de uma convicção do departamento de futebol.”

    “Thiago vem para nos ajudar. Já tivemos a oportunidade de conversar um pouco e percebemos a gana, a vontade, o que, sem dúvida nenhuma, corresponde a um dos principais elementos para que o atleta seja entendido como uma excelente opção para nosso treinador. Seja bem-vindo, a torcida colorada aguarda teus gols, trabalho e dedicação, e tenha certeza de que aqui encontrará um ambiente que vai te ajudar a desempenhar teu futebol.”

    Rodrigo Caetano:

    “Quando fizemos o contato para que o Thiago viesse ao Internacional, ele de pronto entendeu como sendo uma grande oportunidade na vida, na carreira. Isso, para nós, foi determinante. Tiveram outros clubes interessados, por óbvio, pois os números despertam interesse dos demais. Mas houve esse interesse da parte dele. Hoje em dia, jogadores que estão sem vínculo, além do convite, tem de fazer escolha. E ele fez por estar aqui.”

    “É um jogador do meio para frente, com capacidade de atuar em quase todas funções. Coudet já o conhecia, desde a época em que o Thiago estava no Vasco, quando se enfrentaram na Libertadores. Quando foi levado o nome, Coudet aprovou de pronto. Mais um jogador que chega para a caminhada longa que teremos nesse ano.”

    Rodrigo Caetano (E), Thiago Galhardo e Alessandro Barcellos

    Thiago Galhardo:

    Como espera ajudar o Colorado:

    “Eu tive propostas de Brasil e exterior, a negociação com o Inter foi bastante prolongada. Mas eu tinha o desejo de voltar a jogar uma Libertadores, de poder brigar por títulos… a estrutura que nos foi apresentada me deixou muito impressionado. A única coisa que eu posso dizer para vocês é de que não me arrependo da escolha que tomei. Pelo contrário, estou muito feliz em estar aqui, tenho mostrado essa alegria no dia a dia, e espero poder corresponder. O Inter me escolheu e eu escolhi o Inter. Quando estamos felizes, dificilmente as coisas andam mal.”

    “Espero vir para somar, ao lado desse grupo maravilhoso que fez ótimas competições no ano passado, e assim deixar minha história aqui. Obviamente, depois de um grande ano, o que penso é em continuar fazendo gols. Aqui, querendo ou não, terei ainda mais possibilidades, e tenho que estar preparado. O Guerrero tem grandes números pois é um matador nato, grande jogador, de seleção. Sou fã do futebol dele, sempre acompanhei. É um cara que finaliza muito bem, de direita, esquerda, cabeça… e está sempre bem posicionado. Uma referência. Quero somar, seja com gols, assistências, boas partidas, tirando a bola lá atrás. O importante é o Inter estar bem.”

    “Do meio para frente, estou disposto a ajudar. Estando bem fisicamente, isso facilita. Como eu vim como goleador, esperam que eu faça gols, mas também quero ajudar com assistências. No final das contas, a expectativa é de estar com o grupo, o Inter, da melhor forma possível. Quero contribuir da melhor forma possível, me matando em campo na posição defensiva, e atacando com qualidade.”

    Trabalhar ao lado de Coudet:

    “Coudet fala muito em trabalhar. Foca no extracampo, pergunta como você está, como gosta de jogar. Me recebeu muito bem, é extremamente positivo. Nós já nos enfrentamos quando ele estava no Racing. Tinha Lautaro de um lado, Lisandro López, que até atuou aqui, no outro. Eles tinham facilidade de se mover em campo, uma liberdade muito grande. Ainda não falei com ele sobre essa questão tática, ele obviamente brincou comigo sobre termos nos enfrentado. Era um time que corria muito, tanto para frente, quanto atrás, sempre buscando a posse de bola. Sem ela, pressionavam, marcavam. Quando você consegue encaixar esse tipo de jogo, é muito difícil para o adversário, que não tem muito espaço para sair. Espero que ele consiga colocar o que deseja aqui. Estando bem fisicamente, sei que posso ajudar de todas as formas.”

    Primeiras impressões do Inter:

    “Temos três jogos até a Libertadores, toda uma grande preparação física para fazer. Estamos nos empenhando ao máximo, sabendo que o tempo é curto, então focamos na preparação, que evita lesões, desgaste. Tenho certeza que todos estão tendo os cuidados cabíveis. Precisamos focar em nós mesmos, no quão grande somos. Via isso quando estava de fora, hoje, aqui, ainda melhor. Temos que pensar como Inter, independente de quem enfrentarmos, focando em fazer grandes confrontos.”

    “Estou num time de torcida do povo. Clube do Povo. Então, aqui eu sei que precisamos de muita entrega. Quanto o torcedor vê isso dentro de campo, é determinante. É algo que tento trabalhar muito em mim. Vi isso já nos companheiros, todos se puxando nos trabalhos. Tendo garra, vontade, a qualidade técnica vai se sobressair, ao lado dessa torcida apaixonada. Pessoalmente, quero manter meus números, mas, no contexto, quero ser campeão. Vim pra ser campeão. Estou numa equipe que me dá essas condições em todas as competições que disputar. Quero ficar marcado aqui.”

    “Fui muito bem recebido. Já conhecia Pottker, da Ponte Preta, o Lindoso, do Madureira. Tinha o Fabinho, lá no Ceará. Todos me deram as melhores informações possíveis. E sem palavras para a recepção, muito calorosa, muito legal. O D’Alessandro é um ídolo, um ícone, para quem olhamos de uma forma diferente. Ele e o Guerrero têm histórias muito bonitas no futebol, de conquistas, títulos. Estou muito feliz em estar aqui, e espero poder contribuir com eles.”

    Thiago iniciou sua carreira profissional no Bangu, em 2010. Entre 2011 e 2016 passou por Botafogo, Comercial, América-RN, Boa Esporte, Brasiliense, Madureira, Coritiba, RB Brasil até chegar à Ponte Preta. Na equipe paulista recebeu proposta para atuar no futebol japonês e se transferiu para o Albirex Niigata. Após uma temporada, foi contratado pelo Vasco da Gama, em 2018. Na equipe cruzmaltina atuou 52 vezes, assinalando nove gols.

    Já no início de 2019 acertou sua ida para o Ceará. No Vozão, foi destaque da equipe no Campeonato Brasileiro, onde disputou 34 das 38 rodadas da competição e marcou 12 gols.

    Ficha do atleta:

    Nome: Thiago Galhardo do Nascimento Rocha
    Nascimento: 20/07/1989
    Altura: 1,83m
    Natural: São João Del Rei (MG)

    Carreira
    2010 | Bangu
    2011 | Botafogo
    2012 | Comercial
    2012 | Bangu
    2012 | América-RN
    2014 | Boa Esporte
    2014 | Brasiliense
    2015 | Madureira
    2015 | Coritiba
    2016 | RB Brasil
    2016 | Ponte Preta
    2017 | Albirex Niigata (JAP)
    2018 | Vasco da Gama
    2019 | Ceará