• Notícias
  • Clube
  • Futebol
  • Serviços
  • Clube de Vantagens
  • Inter Store
    Associe-se

    Raio-X: tudo do duelo em São Januário

    Dia de nova decisão no calendário do Clube do Povo! O Colorado vai a campo neste domingo (14/02), a partir das 16h, para enfrentar o Vasco. A partida, que ocorre em São Januário, faz parte da 36ª e antepenúltima rodada do Brasileirão. Confira entrevista da Rádio Colorada com João Almirante, jornalista cruz-maltino, projetando o embate entre dois gigantes do futebol nacional. Abaixo, você encontra todas as informações do duelo!


    Transmissão


    Dona da jornada mais alvirrubra do planeta, a Rádio Colorada abre transmissão para o duelo às 15h deste domingo. Pré-jogo da emissora, o Portões Abertos se estende por 45 minutos, dando lugar à Jornada Esportiva. Encerrado o duelo chega o Vestiário Vermelho, atração que apresenta, através de entrevistas exclusivas e também coletivas, toda a repercussão do duelo. Acompanhe a Colorada no Canal do Inter no Youtube, no FM 95.5 ou via Site e App do Inter!

    Faça aqui o download do APP do Inter para Android;

    Clique para fazer o download do APP do Inter para IOS;

    Participe da jornada através do InterZap: (51)99189-4124

    As redes sociais do Inter (@scinternacional no TwitterInstagram Facebook) contarão com o mais completo minuto a minuto da internet, recheado de imagens compartilhadas de maneira instantânea. Na TV, o Premiere anuncia transmissão.


    Vamo, Colorado!


    Inter, de Praxedes, enfrenta o Vasco neste domingo

    O Inter já está no Rio de Janeiro. O Clube do Povo embarcou para a capital carioca no início da tarde deste sábado (13/02), horas após o último treino preparativo para o duelo diante do Vasco. Realizada no CT Parque Gigante, a atividade, comandada pelo técnico Abel Braga, contou com trabalhos táticos e de bola parada.

    Diante do Vasco, Abel não contará com Uendel, Patrick, Zé Gabriel e Leandro Fernandez, suspensos. Rodrigo Lindoso e Moisés, por outro lado, voltam a ficar à disposição, bem como Thiago Galhardo. Chegam pendurados para a partida os defensores Victor Cuesta e Matheus Jussa, os meias Marcos Guilherme e Boschilia, e o atacante Abel Hernández.

    Baixa desde o dia 10 de janeiro, Thiago Galhardo volta a ficar disponível

    Breve, a preparação para o embate em São Januário começou na última quinta-feira (11/02). Lateral-esquerdo dono de quatro assistências no Brasileirão, terceira melhor marca do Clube do Povo, Moisés foi quem concedeu entrevista neste intervalo de tempo. O camisa 20 reforçou a importância da mentalidade de jogo a jogo e projetou o confronto diante dos cariocas. Confira:


    Arbitragem


    Flávio Rodrigues de Souza apita, auxiliado por Danilo Ricardo Manis e Alex Ang Ribeiro, trio de São Paulo. O quarto árbitro será Carlos Eduardo Braga, do Rio de Janeiro, enquanto o VAR fica a cargo do também paulista José Cláudio Rocha Filho.


    O Rival


    Grupo vascaíno está mobilizado na luta contra o Z4/Foto: Rafael Ribeiro, Vasco da Gama

    O Vasco chega pressionado para o duelo deste domingo. Há quatro partidas sem vencer, o adversário colorado abre o Z4 com 37 pontos conquistados, um a menos do que o Bahia e um a mais do que o Goiás, equipes imediatamente acima e abaixo do Cruz-Maltino, 17º, e que já foram a campo nesta rodada. Sobre o momento alvinegro, João Almirante destaca o impacto negativo deixado pela derrota de 3 a 0 para o Fortaleza, ocorrida na última quarta, no Castelão.

    “A contar pelo último jogo, o Vasco chega em frangalhos para essa partida contra o Inter. O último jogo foi realmente muito ruim, uma sensação de time entregue, sem forças. Agora, vamos tentar recolher os cacos e fazer uma partida como fizemos contra o Galo, por exemplo, e tentar surpreender. E a gente vai jogar com a pressão do Inter também, né? O Internacional vem a São Januário precisando da vitória.”

    João Almirante
    Vasco, de Marcelo Alves, conquistou importante 3 a 2 sobre o Galo/Foto: Rafael Ribeiro, Vasco da Gama

    A temporada foi bastante movimentado na casamata alvinegra. Após abrir 2020 com Abel Braga, o Vasco também passou pelos comandos de Ramon Menezes e Ricardo Sá Pinto antes da chegada de Luxemburgo, atual técnico cruz-maltino. Contratado a pedido dos próprios jogadores, o profissional, que já comandou a equipe em nove partidas, construiu início empolgante, com quatro pontos em duas rodadas, mas não conseguiu dar continuidade aos bons números.

    “Os jogadores pediram o Mauricio Copertino, auxiliar do Luxemburgo, porque imaginavam que o Luxa estava com Covid-19. Mas logo no outro dia ele apareceu, o Vasco foi lá e pegou. Era um nome de consenso na torcida e de desejo do elenco, que começou fazendo um “feijãozinho com arroz”. Depois, na hora de tentar fazer o time mais ofensivo, deu uma perdida.”

    João Almirante
    Luxemburgo vive sua segunda passagem por São Januário/Foto: Rafael Ribeiro, Vasco

    O revés na rodada passada deixou lições para a equipe cruz-maltina. Escalado com muitos jovens, o Vasco até começou o jogo pressionando o Fortaleza, mas após o gol de Igor Gomes, marcado aos seis minutos, sucumbiu. Para Almirante, a oscilação passa também pela baixa experiência do time, que sofreu com a desvantagem no marcador.

    “A gente tem jogadores na base realmente muito bons, realmente promissores, mas são garotos, e garotos oscilam. Eles entram, muitas vezes, para ser a solução do Vasco. Em jogos decisivos, nessa reta final, você precisa um pouco de experiência. Acho que o Luxa não vai repetir isso nesse jogo de domingo.”

    João Almirante
    Aos 18 anos, Talles Magno é uma das grandes esperanças vascaínas/Foto: Rafael Ribeiro, Vasco da Gama

    Em meio à tamanha oscilação, as boas notícias do Vasco chegam do exterior. Contratados no início da temporada 2020, os argentinos Cano e Benítez são as principais esperanças da torcida na luta contra o descenso. Artilheiro do time no Brasileirão, o primeiro já marcou 13 vezes no Campeonato – 12 dentro da grande área rival – , enquanto o segundo soma duas assistências, um tento e o segundo maior número de dribles da equipe cruz-maltina no torneio.

    “Benítez e Cano são as principais ameaças, os jogadores que podem fazer a diferença. O Cano desperdiça pouquíssimas chances, tem uma eficiência muito grande, não costuma falhar. O Benítez se entrega muito. Um cara que pede a bola, que assume. Anulando esses dois jogadores, é meio caminho andado para conseguir um bom resultado contra o Vasco.”

    João Almirante
    Cano (14) e Benítez se cumprimentam/Foto: Rafael Ribeiro, Vasco da Gama

    Diante do Inter, a grande dúvida na escalação carioca reside na lateral-esquerda. Após sofrer forte pancada na última rodada, o titular Henrique convive com tratamentos diários para ter condições de jogo contra o Inter.

    Sem Henrique, os prováveis escolhidos de Luxemburgo são: Fernando Miguel; Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castan e Neto Borges; Bruno Gomes, Léo Gil e Benítez; Pikachu, Cano e Talles. Gabriel Pec, para a ponta-esquerda, e Caio Lopes, na vaga de Gil, correm por fora.

    Henrique (37) é a grande dúvida de Luxemburgo/Foto: Rafael Ribeiro, Vasco da Gama

    Situação de tabela


    Líder do Brasileirão com 66 pontos, o Inter soma um a mais do que o Flamengo, atual segundo colocado. Igualadas em número de vitórias e de jogos disputados, as equipes encontram diferença também no saldo de gols, superior em seis para o Clube do Povo, que não pode ser alcançado nesta rodada em caso de vitória sobre o Vasco.

    Clube do Povo não contará com Patrick neste domingo

    Se empatar em São Januário, o Clube do Povo fica ao alcance de um vitorioso Flamengo. Somente em caso de vitória, inclusive, o Rubro-Negro consegue ultrapassar o Inter, mesmo se o Alvirrubro for derrotado pelo Cruz-Maltino. O Urubu recebe o Corinthians, também às 16h deste domingo, no Maracanã. Terceiro na tabela, o Atlético-MG, com 62 pontos, já foi a campo na rodada: empatou em 1 a 1 com o Bahia, no Mineirão. Confira os oito primeiro colocados:

    PJVEDGPGCSG
    1 – Internacional66351997583325
    2 – Flamengo65351988634419
    3 – Atlético-MG623618810594316
    4 – São Paulo593416117543717
    5 – Fluminense57351691049409
    6 – Grêmio563513175513714
    7 – Palmeiras533314118463214
    8 – Santos503513111150482
    Abel Hernández é uma das esperanças de gol para o duelo em São Januário

    Estatísticas


    Duelo entre o quinto pior mandante, com 45% de aproveitamento, e o segundo melhor visitante, dono de sete vitórias, cinco empates e cinco reveses longe de casa, o confronto entre Vasco e Inter envolve equipes de números contrastantes. Fora do Beira-Rio, o Clube do Povo tem a segunda defesa, com 16 gols sofridos em 17 partidas. A retaguarda do Cruz-Maltino, por outro lado, é oitava no critério, vazada em 17 ocasiões – média de um tento por jogo.

    Solidez defensiva é trunfo do Inter na busca dos três pontos

    De acordo com números do ge.com, o ataque do Inter, quarto entre os visitantes (24 gols marcados), é o terceiro de maior eficiência. Em média, o Clube do Povo precisa de 7,5 arremates para marcar um gol fora de casa, número menor do que os chutes que desfere por jogo longe do Beira-Rio: 10,6. Como mandante, o Vasco é o terceiro que menos finaliza – 10,8 -, e o 11º em eficácia, cobrando 10,2 tentativas para balançar redes rivais.

    Defensivamente, o Inter é quem menos permite finalizações quando visitante, média de 9,5 por jogo. Resistente, o Clube do Povo exige 10,2 chutes para ter suas redes vazadas. Oferecendo, em média, 12,2 tentativas aos rivais que atuam em São Januário, o Vasco é 13º no índice de chutes sofridos. O número é o mesmo cobrado para sofrer um gol, estatística que garante ao Alvinegro a sétima posição em solidez.

    Artilheiro colorado no Brasileirão com 16 gols, Galhardo pode fazer a diferença no Rio

    Palco


    Estádio Vasco da Gama, popularmente conhecida como São Januário, a casa cruz-maltina figura entre as mais tradicionais do futebol brasileiro. Inaugurado em 1927, o palco, dono de rica história também em eventos não-futebolísticos, tem capacidade para cerca de 22 mil pessoas.

    O charme da Baixada Vascaína/Foto: Site Vasco da Gama

    Retrospecto


    Inter e Vasco já se enfrentaram 71 vezes. Dono de 29 vitórias, o Clube do Povo leva vantagem no histórico do confronto, que também conta com 26 triunfos cariocas e 16 igualdades. Ocorreram, até hoje, 102 tentos colorados, dois a mais do que os cruz-maltinos.


    Primeiro turno


    Inter e Vasco se encontraram na 17ª rodada do Brasileirão 2020. Disputado a partir das 18h15 do dia 18 de outubro, o duelo, que marcou a estreia da camisa rosa alvirrubra, contou com grande atuação do Clube do Povo. Protagonista desde os primeiros movimentos, o Colorado abriu o placar aos 24, em lindo chute de fora da área de Edenilson. Galhardo, aos 38 minutos, deu números finais ao placar do Beira-Rio.