• Notícias
  • Clube
  • Futebol
  • Serviços
  • Clube de Vantagens
  • Inter Store
    Associe-se

    Raio-X: Colorado disputa Gre-Nal 434 em partida da 30ª rodada do Brasileirão

    Colorado recebe o Grêmio na noite deste sábado/Foto: Ricardo Duarte

    Noite de clássico no Beira-Rio! O Clube do Povo recebe o Grêmio, a partir das 19h deste sábado (06/11), em partida da 30ª rodada do Brasileirão 2021. Confira entrevista da Rádio Colorada com Gabriel Corrêa, coordenador de conteúdos da Footure, projetando o Gre-Nal 434. Na sequência, fique por dentro de todas as informações sobre o embate.


    Transmissão 📻

    A Rádio Colorada transmite o clássico 434, direto do Beira-Rio, a partir das 17h30 deste sábado. Confira a programação da emissora oficial do Clube do Povo para a 30ª rodada do Brasileirão:

    Sábado (06/11)Plataforma
    17h30Raio-XInternet e App do Inter
    18hPortões AbertosInternet e App do Inter
    19hJornada EsportivaInternet e App do Inter
    21hVestiário VermelhoInternet e App do Inter
    Se tem Inter em campo, tem Colorada transmitindo/Foto; João Callegari

    As redes sociais do Inter (@scinternacional no TwitterInstagram Facebook) acompanharão a partida com o tradicional relato minuto a minuto. Com imagens, o Premiere anuncia transmissão.


    Protocolos 😷

    Beira-Rio receberá 50% de sua capacidade no clássico/Foto: Ricardo Duarte

    Neste sábado, o Beira-Rio receberá seu maior público desde o retorno das torcidas aos estádios do Brasil. A partir da liberação de 50% da capacidade do Gigante, cerca de 25 mil colorados e coloradas são aguardados para o clássico 434, que teve seus ingressos praticamente esgotados na sexta-feira passada (05/11).

    A flexibilização no decreto estadual ocorre acompanhada de reforço nos protocolos exigidos do público que marcar presença no Beira-Rio. Dentro do Estádio, os torcedores e torcedoras deverão permanecer de máscara e respeitando o distanciamento indicado, enquanto o acesso ao Gigante seguirá realizado em duas etapas distintas.

    No momento de entrada no Gigante, os torcedores e torcedoras deverão apresentar documento de identificação com foto, E-Ticket e comprovante oficial de vacinação. O acesso ao Complexo Beira-Rio ocorrerá através de quatro pontos: Gigantinho, Letreiro/Estátua, Edifício Garagem e Sunset. Entrevistado pela Rádio Colorada durante o Programa do Inter de sexta, Victor Grunberg, vice-presidente de Patrimônio e Administração, detalhou a operação armada pelo Clube para o clássico deste sábado. Confira o conteúdo na íntegra:


    Pra cima deles, Colorado! 💪

    Preparação foi encerrada na tarde desta sexta/Foto: Ricardo Duarte

    O Clube do Povo encerrou as atividades prévias ao Gre-Nal 434 na tarde desta sexta. Iniciada na segunda-feira passada (01/11), a preparação colorada para o clássico contou com quatro dias de intenso trabalho no CT Parque Gigante, que foram finalizados, por Diego Aguirre e comissão técnica, através de exercícios táticos que encaminharam os 11 nomes que enfrentarão o rival no Beira-Rio.

    Uma vitória sobre o Grêmio pode devolver o Inter ao G6 do Campeonato Brasileiro. Com 41 pontos na abertura da 30ª rodada, o Clube do Povo está a três do Corinthians. Sexto colocado, o time paulista também vai a campo neste sábado, mas às 17h, quando recebe o Fortaleza na Neo Química Arena. Caso não pontue, o Timão estará ao alcance dos comandados de Aguirre.

    Aguirre teve a semana livre para trabalhar com o grupo/Foto: Ricardo Duarte

    No Beira-Rio, o Inter contará com os retornos de Rodrigo Dourado, Gabriel Mercado e Patrick, trio ausente por suspensão na rodada passada. Além deles, Taison, Heitor, Matheus Cadorini, Moisés, Carlos Palacios e Yuri Alberto, liberados pelo Departamento Médico, também são novidades na lista de relacionados para o clássico. Confira os jogadores concentrados para o Gre-Nal:

    Xerife que cobrou pouco tempo para cair nas graça da Maior e Melhor Torcida do Rio Grande, Bruno Méndez projetou o clássico do Beira-Rio em entrevista exclusiva que concedeu para o Canal do Inter na última quarta-feira (03/11). O zagueiro uruguaio fez questão de destacar a importância do jogo para as pretensões coloradas na temporada, além de analisar o empenho até então apresentado pelo grupo nos trabalhos realizados no CT.

    “É uma semana importantíssima. De preparação, e estamos trabalhando para conquistar os três pontos, e jogo, o Gre-Nal. Todo mundo já sabe e está ligado no que é um clássico, da importância que tem. Não só para o Clube, mas para a torcida e a história. É um jogo diferente, vai ser o meu segundo, e é importantíssimo. Como te falei, são três pontos não apenas para a tabela, mas para o campeonato e o ano inteiro.”

    Bruno Méndez

    Bruno também comentou a importância do apoio da torcida colorada para o desempenho do Inter. Titular no jogo que marcou a volta do público ao Beira-Rio (vitória de 5 a 2 sobre a Chapecoense), o uruguaio esteve ausente nas outras partidas disputadas pelo Inter diante do povo vermelho. Agora, ele aposta na força das arquibancadas como um diferencial na luta pelos três pontos.

    “Sem dúvidas, (com a torcida) é diferente. É um jogador a mais, e vai ser muito importante jogar com a torcida do Inter em casa. Estou feliz por ter eles no clássico. Sabemos da importância que tem esse Gre-Nal, da importância de um clássico. É jogar mais do que 100%. Deixar muita coisa a mais. Às vezes não é só técnica ou qualidade, mas coração, sacrifício. Esperamos todos no Beira-Rio. Vamo, Inter!”

    Bruno Méndez

    Já na véspera do confronto, o entrevistado pelo Canal do Inter foi Diego Aguirre. Invicto em Gre-Nais na casamata vermelha – até aqui, o profissional soma uma vitória e dois empates nos três clássicos que disputou como técnico -, e protagonista do Gre-Nal do Século, quando o então atacante charrua foi alçado a campo no intervalo, instante em que o Colorado perdia por 1 a 0 e tinha um jogador a menos, o uruguaio rememorou os clássicos mais marcantes de sua vida, além de compartilhar as impressões que têm da maior rivalidade do futebol brasileiro.

    “Sei o que são os Gre-Nais. Um jogo especial, que marca para o futuro. Fica na memória dos torcedores, é um jogo diferente, muito bom para jogar e desfrutar. Obviamente respeitando o adversário, mas estamos confiantes para fazer um bom clássico. Tive a sorte de estar, muito tempo atrás, como jogador em um histórico. Também como treinador, no ano de 2015, me lembro da final no Beira-Rio, quando ganhamos. Boas lembranças. Estamos bem e felizes com essa oportunidade. Temos que aproveitar.”

    Diego Aguirre

    Aguirre também falou sobre a preparação para a partida, além de ressaltar o foco máximo na busca pelo triunfo, principal obsessão de um Inter obstinado em seguir lutando por vaga na Libertadores. O comandante ainda elogiou o papel tradicionalmente desempenhado pela torcida colorada nos clássicos disputados no Gigante, deixando claro que momentos como esse possuem um lugar especial em seu coração.

    “Estamos todos focados. Todo Gre-Nal é importante, mas nós sabemos que precisamos da vitória – e a preparação foi boa. Estamos preparados para um jogo tão importante e decisivo. Em um mês acaba o Brasileiro, e temos o objetivo de classificar para a Libertadores. Por isso, precisamos dos três pontos. Será um jogo de reencontro muito bom com a torcida, e temos que estar juntos, com a conexão entre arquibancada e campo. Do Beira-Rio, eu gosto quando pega fogo, e não tenho dúvida de que os jogadores vão dar tudo.”

    Diego Aguirre

    Arbitragem 👨‍⚖️

    Marcelo de Lima Henrique, do Rio de Janeiro, apita, auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz, do Mato Grosso do Sul, e Márcia Bezerra, de Roraima. Quarto árbitro: Jonathan Benkenstein Pinheiro, do Rio Grande do Sul. VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda, também do Rio de Janeiro.


    Rival 🆚

    Gre-Nal envolve equipes em situações opostas na tabela/Foto: Ricardo Duarte

    O Grêmio chega para o Gre-Nal em situação bastante delicada na tabela. Penúltimo colocado com 26 pontos, sete a menos do que a primeira equipe fora do Z4, o time de Vagner Mancini perdeu as últimas três partidas que disputou. Sob o comando do profissional, que chegou ao Humaitá na metade do mês de outubro, os azuis somam apenas uma vitória no Brasileirão, desempenho que, de acordo com Gabriel Corrêa, reflete as muitas oscilações que a equipe apresenta dentro de cada jogo.

    O Grêmio precisa recuperar a confiança, mas em um período muito rápido. O time está naquele momento, e eu acho muito engraçado quando a gente lê isso, que joga muito bem o primeiro tempo. Mas o futebol tem 90 minutos. Então, isso mostra que vai bem até as coisas começarem a dar errado. Quando a gente olha o todo, a confiança cai demais nesses momentos.”

    Gabriel Corrêa
    Rival chega ao Beira-Rio em baixa/Foto: Ricardo Duarte

    Na última vez que foi a campo, o Grêmio foi superado pelo Atlético-MG, fora de casa, pelo placar de 2 a 1. Disputada na quarta passada, a partida apresentou, apesar do revés, um futebol que alimentou esperanças na torcida rival, que aprovou a atuação em solo mineiro, especialmente a partir da entrada do meio-campista Campaz, no lugar do volante Villasanti, ainda no primeiro tempo.

    “Na coletiva, quando perguntado sobre o Campaz, a primeira coisa que o Vagner Mancini falou foi que só faltava uma sequência de jogos ao colombiano. Então, fiquei com a impressão de que ele vai para o jogo. Minha curiosidade é quem vai sair dos três volantes. Não vejo o Mancini abrindo mão do Thiago Santos, o que é curioso, porque foi quem mais comprometeu nesses últimos dois jogos.”

    Gabriel Corrêa
    Thiago Santos (E) deve enfrentar o Inter/Foto: Ricardo Duarte

    Dono do quarto pior ataque e da quarta zaga mais vazada do campeonato, o Grêmio piorou consideravelmente seus números defensivos nas últimas rodadas. Nas quatro partidas de Mancini, por exemplo, a equipe sofreu nove gols, estatística que revela o quão exposta esteve a meta gremista nas jornadas mais recentes. Os motivos para tanto? Em parte, passam pelos problemas físicos dos atletas que compõem a retaguarda.

    “O Geromel fez uma boa partida contra o Atlético-MG, e já tem 38 anos, mas o Kannemann precisa ainda mais do físico. Se não está bem fisicamente, não rende o que se espera dele. É um zagueiro de perseguições longas, vai buscar o atacante onde for. Então, a solidez defensiva diminuiu, e vejo a zaga exposta.”

    Gabriel Corrêa
    Geromel (3) foi titular na rodada passada/Foto: Ricardo Duarte

    A provável escalação gremista para o Gre-Nal 434 conta com Chapecó; Vanderson, Geromel, Kannemann e Rafinha; Thiago Santos, Lucas Silva (Villasanti) e Campaz; Douglas Costa, Borja e Ferreirinha. Quem também tem chances de atuar é o lateral-esquerdo Bruno Cortez, titular diante do Galo. Neste cenário, Rafinha e Vanderson brigariam por vaga entre os 11. Caso Mancini repita a formação com três volantes, Campaz e Ferreirinha disputarão lugar ao lado de Borja e Douglas Costa.


    Retrospecto do confronto 📊

    D’Alessandro comemora gol da vitória em clássico de 2009/Foto: Alexandre Lops

    Há 76 anos, a rivalidade Gre-Nal responde a um único dono. Dos 433 clássicos já disputados entre Saci e Mosqueteiro, 157 foram vencidos pelo Inter, ao passo que o rival soma 138 triunfos, mesmo número das igualdades até hoje registradas. O saldo de gols do embate também é positivo para o Clube do Povo, que balançou 590 vezes as redes tricolores, contra 562 tentos adversários.

    Inter soma mais vitórias do que o rival desde 1945/Foto: Alexandre Lops

    Último duelo de Brasileirão no Gigante 🔙

    O último Gre-Nal de Brasileirão disputado no Beira-Rio entrou para a história. Primeiro clássico da terceira década do Século XXI, o duelo integrou a 32ª rodada do Nacional da temporada passada, e contou com roteiro emocionante até o apito final.

    Inter venceu último Gre-Nal de Brasileirão disputado no Beira-Rio/Foto: Ricardo Duarte

    Melhor no primeiro tempo, disputado sob intenso calor que superou a casa dos 30ºC, o Inter não conseguiu balançar as redes nos 45 minutos que abriram a partida disputada no mais recente dia 24 de janeiro. Após desperdiçar novas oportunidades no reinício do confronto, o time de Abel Braga sofreu duro golpe com o tento de Jean Pyerre, anotado à meia-hora da segunda etapa.

    A desvantagem, contudo, não abalou o Clube do Povo, que seguiu ofensivo em busca do empate. Teimosa, a igualdade saiu apenas aos 44, quando Victor Cuesta avançou pela intermediária esquerda de ataque e cruzou na medida para Abel Hernández, que não perdoou. Com o gol, a injustiça era parcialmente demovida do placar, mas não a ponto de satisfazer as ambições coloradas.

    Abel Hernández empatou na reta final do confronto/Foto: Ricardo Duarte

    Aos 49, Kannemann pensou jogar vôlei, e usou a mão para bloquear cabeceio de Edenilson. Flagrada pela arbitragem, a penalidade foi cobrada pelo próprio camisa oito colorado, que cobrou sem oferecer chance alguma de defesa para o goleiro adversário. Líder do Brasileirão, o Inter chegava a sua oitava vitória consecutiva no Nacional.

    Edenilson comemora: Inter venceu por 2 a 1 em janeiro passado/Foto: Ricardo Duarte