Associe-se

Nos pênaltis, Gurias Coloradas superam o Grêmio e conquistam o tricampeonato gaúcho

AS TRICAMPEÃS DO RIO GRANDE/Foto: João Callegari

O RIO GRANDE TEM PATROAS! CAMPEÃS! ENEA NA HISTÓRIA, TRI CONSECUTIVAS! As Gurias Coloradas conquistaram o Gauchão Feminino na manhã deste domingo (05/12), na Arena Cruzeiro, em cima do Grêmio. Após empate de 1 a 1 no tempo normal, com gol de Fabi Simões para o Inter, o Clube do Povo contou com dois milagres de Vivi para vencer a disputa dos pênaltis por 4 a 3 e garantir mais uma taça estadual para o museu alvirrubro!


Gurias com a bola, Grêmio no contra-ataque

Fabi empatou para o Inter/Foto: João Callegari

Do início ao fim, o roteiro da partida foi o mesmo. Em busca do terceiro título consecutivo, as Gurias Coloradas assumiram o protagonismo do confronto desde o primeiro apito, ao passo que o Grêmio, retraído na própria defesa, apostava nos contra-ataques para ser feliz em Cachoeirinha – como foi aos sete.

Em rápida escapada, Jane Tavares recebeu com espaço pela direita, saiu de frente com Vivi e chutou rasteiro para milagre da goleira colorada. O rebote, porém, foi de Maiara, que mandou de carrinho para as redes. Em vantagem, o Grêmio pôde valorizar a posse de bola, ao passo que as Gurias, ansiosas para igualar a conta, apostaram na bola aérea para buscar o empate.

Gurias apostaram na bola aérea para incomodar a zaga gremista/Foto: João Callegari

Consecutivos e incontáveis escanteios foram acumulados pelo Inter, a maioria cortado com dificuldade pela zaga gremista, mas não finalizado pelo ataque colorado. Até que Rafa decidiu arriscar pela direita da área. Forte, o chute foi espalmado pela marcação. Pênalti para o Clube do Povo!

Gol colorado saiu aos 40 do primeiro tempo/Foto: João Callegari

Na cobrança, a Mulher Gre-Nal, que já somava seis gols na maior rivalidade do país. Decisiva, a multicampeã camisa sete assumiu a responsabilidade com a leveza das craques, e bateu forte para empatar. Lorena, que se diga, até acertou o canto, mas não teve chances de salvar. Fim da primeira etapa, 1 a 1 no placar!


Empate teimoso

O segundo tempo testou o coração dos colorados e coloradas, que presenciaram intensa blitz das Gurias no reinício do confronto. Na melhor chance que criou, o Inter quase ampliou com Fabi Simões, que tirou proveito de bate-rebate criado por Mari Pires, dona de dois arremates travados pela zaga, para aparecer com espaço na pequena área. Forte demais, o chute saiu por cima.

Coloradas martelaram em busca do segundo gol/Foto: João Callegari

O forte calor registrado na quase veranil manhã gaúcha e a intensidade do jogo, disputado em altíssima rotação, motivaram trocas nas duas equipes a partir do minuto 15. Além das mudanças, que naturalmente modificaram o ritmo do duelo, a proximidade da disputa de pênaltis também deu contornos mais dramáticos à segunda etapa, que foi encerrada com poucas chances de lado a outro. Pela terceira vez em cinco anos, o Gauchão Feminino seria decidido da marca da cal.

Torcida sofreu e vibrou com o time/Foto: João Callegari

Vivi brilha!

Faltaram unhas e sobraram cabelos nas mãos do povo vermelho. Responsável por abrir a série, Bruna Benites desperdiçou a primeira cobrança, muito bem defendida por Lorena. Na sequência, Maiara converteu a batida gremista, abrindo vantagem para as bivice-campeãs – até então.

A tranquilidade colorada foi retomada pelos pés de Rafa Travalão. No centro do gol, a camisa 11 encheu o pé para empatar não só o placar, mas também o anímico, inabalável mesmo com o gol de Maglia. Djeni, terceira a bater para o Inter, também converteu com a precisão de sempre, encaminhando o momento mais decisivo das cobranças.

Mileninha deu show de personalidade/Foto: João Callegari

Depois de Pri Back marcar o terceiro do Grêmio, Fabi Simões provou que existem golaços de pênalti para dar continuidade à caça no placar. Ao Grêmio, restavam duas cobranças. Duas chances de redenção para Vivi, que não desperdiçou a oportunidade. Primeiro, a goleira defendeu a batida de Andréia, que entrara em campo, nos acréscimos da etapa final, apenas para as penalidades.

Símbolo perfeita do protagonismo exercido pela ala jovem do elenco na caminhada colorada rumo ao título, a cobrança de Mileninha, quinta do Inter, garantiu o quarto gol colorado. Se Eudimila errasse, a taça era das Gurias. E ela errou. Vivi, heroína do início de tarde, voou para salvar mais uma e garantir a conquista. O GAUCHÃO, DE NOVO, É NOSSO!

Comemora, paredão!/Foto: João Callegari

Ficha técnica:

Internacional (1): Vivi; Leidi (Mileninha), Bruna Benites, Sorriso e Belinha (Ari); Djeni, Mari Pires (Isa Haas), Wendy (Maranhão) e Shashá; Fabi Simões e Rafa Travalão. Técnico: Maurício Salgado.

Grêmio (1): Lorena; Mariza (Isa)(Nathane), Andressa, Patrícia (Andréia) e Gisseli; Maglia, Pri Back, Jane Tavares (Eudimila), Maiara e Rafa Levis (Tchula); Lais (Gabizinha). Técnica: Patrícia Gusmão.

Gols: Maiara, aos 7’/1ºT (G) e Fabi Simões, aos 40’/1ºT (I).

Cartões amarelos: Leidi, Sorriso, Bruna Benites e Shashá (I). Andressa, Patricia, Rafa Levis e Gabizinha (G).

Arbitragem: Andressa Hartmann, auxiliado por Luiza Reis e Maíra Mastella. Quarto árbitro: Matheus Costa.

Estádio: Arena Cruzeiro-RS.

Imagens

Fotos: João Callegari