• Notícias
  • Clube
  • Futebol
  • Serviços
  • Clube de Vantagens
  • Inter Store
    Associe-se

    Do Beira-Rio a BH, Cadorini volta aos gramados em grande estilo

    Cadorini viveu final de semana agitado e decisivo/Foto: Jota Finkler

    Se é verdade que a segunda dezena de outubro entrou para a história da ainda incipiente carreira de Matheus Cadorini, também o mês de novembro foi inaugurado com espaço especial no coração do jovem artilheiro colorado. Recuperado de trauma no osso esterno que o afastou dos gramados por mais de duas semanas, o atacante de Celeiro de Ases e grupo principal voltou a campo em grande estilo neste final de semana, participando de duas partidas decisivas em um intervalo 14h!

    Cadorini desencantou como profissional no mês passado/Foto: Ricardo Duarte

    Os porquês da simpatia de Cadorini ao mês passado são muitos. Primeiro, o atleta viveu inesquecível estreia com o grupo principal no último dia 10, quando anotou o quinto gol da vitória de 5 a 2 do Inter sobre a Chapecoense na partida que marcou a volta da Maior e Melhor Torcida do Rio Grande ao Beira-Rio. Na semana seguinte, Matheus foi a campo com o Celeiro de Ases para a disputa do confronto de ida das quartas de final do Brasileirão Sub-20.

    Alçado a campo no intervalo, o centroavante precisou de apenas sete minutos para balançar as redes palestrinas e empatar confronto até então vencido pelo rival. Encerrado com triunfo de 2 a 1 do Clube do Povo, o duelo de Alvorada, primeiro da história do Inter nas fases de mata-mata do atual Brasileirão Sub-20, pouco foi festejado por Cadorini, que sofreu a lesão que o afastaria dos gramados exatamente nos instantes finais do embate.

    Cadorini (18) marcou gol importante contra o Palmeiras/Foto: Jota Finkler

    Após semanas de intenso trabalho junto ao Departamento Médico colorado, Matheus voltou a ser relacionado para uma partida na noite do último sábado (06/11), exatamente no Gre-Nal 434. Primeiro clássico da carreira profissional do atacante, que neste ano já balançou as redes tricolores, mas pelo Brasileirão Sub-20, o embate foi encerrado sem que o camisa 18 entrasse em campo – o que não significa que ele deixou de viver ao máximo a adrenalina da maior rivalidade do Brasil.

    Cadorini trabalhou forte para estar à disposição para o clássico/Foto: Ricardo Duarte

    Encerrado o confronto, Cadorini esteve entre os atletas que mais vibraram com a vitória em cima do Grêmio. Agarrado a uma bandeira, o atacante comemorou intensamente com companheiros e torcida o importante resultado, que mantém o Inter na luta pelas primeiras colocações da tabela. Os festejos, contudo, não eram o único interesse do atleta para o final de semana, e tampouco satisfaziam a ambição do Clube para o domingo de Matheus.

    Cadorini (D) fez a festa no gramado do Gigante/Foto: Ricardo Duarte

    Ainda nas últimas horas de sábado, Paulo Bracks, diretor executivo de Futebol do Inter, e Julinho Camargo, gerente de transição do Clube do Povo, conversaram a respeito da utilização de Matheus Cadorini na partida de volta das semifinais do Brasileirão Sub-20. Às 11h deste domingo (07/11), o Inter enfrentaria o Atlético-MG, em Belo Horizonte, precisando de uma vitória para avançar à decisão.

    Diante do caráter decisivo do duelo, os profissionais concordaram que o artilheiro poderia atuar pelo Celeiro, mas apenas se o próprio julgasse estar em condições para tanto. Questionado por Bracks, Cadorini não somente se colocou à disposição, como manifestou evidente interesse em ajudar o Colorado em Minas Gerais. A presença, assim, estava confirmada, restando resolver as questões logísticas.

    Cadorini é o quarto em pé da esquerda para a direita/Foto: Jota Finkler

    Direto de Minas Gerais, entrou em ação Giuliano Moreira, supervisor dos juniores colorados, que providenciou voo para a joia alvirrubra. Às 5h20 da manhã, Cadorini decolou de Porto Alegre com destino a Belo Horizonte, onde desembarcou duas horas mais tarde. Recebido por Julinho, o atacante sequer encontrou a delegação no hotel, partindo direto para o Estádio das Alterosas, onde se integrou ao time de João Miguel e Leonardo Martins.

    Cadorini (9) na comemoração do gol dos finalistas/Foto: Jota Finkler

    Titular neste domingo, Cadorini disputou mais de 70 minutos do decisivo duelo em solo mineiro. Sacado já na metade final do segundo tempo, ele acompanhou do banco de reservas o decisivo gol de Thauan Laura, que garantiu, aos 40 minutos, a classificação para a decisão. Encerado o duelo, Matheus ajudou a transformar o palco da partida em legítima sucursal do Beira-Rio, comandando a festa do Celeiro. Finalista com a base e na luta por vaga na Libertadores com o profissional, o atleta agora segue em busca de novos feitos relevantes em sua promissora trajetória vestindo vermelho. Pra cima, cria!

    Vamos, Matheus!/Foto: Ricardo Duarte