• Notícias
  • Clube
  • Futebol
  • Serviços
  • Clube de Vantagens
  • Inter Store
    Associe-se

    Sub-20 supera Vasco por 3 a 2 e garante vaga nas semifinais da Copa do Brasil

    Gurizada está nas semis da Copa do Brasil/Foto: Jota Finkler

    É US GURI DO CELEIRO! Os juniores colorados superaram o Vasco por 3 a 2, na noite deste sábado (22/05), e garantiram vaga nas semifinais da Copa do Brasil da categoria. Tiago Barbosa, Juan Cuesta e Julião, contra, marcaram os gols do Clube do Povo no Beira-Rio, resultado que, somado ao 1 a 0 na ida, consolidou placar agregado de 4 a 2 para o Inter. Agora, para chegar à decisão, os comandados de Fábio Matias enfrentarão o Coritiba.


    Jogaço de bola

    Inter e Vasco fizeram grande enfrentamento no Beira-Rio/Foto: Jota Finkler

    A exemplo do que ocorrera na partida de ida, em São Januário, Inter e Vasco ofereceram um primeiro tempo de gala para os amantes do bom futebol. Equipes que jogam e deixam jogar, criaram boas chances nos primeiros 10 minutos, que logo balançaram as redes dos dois lados.

    Grupo comemora o gol de Tiago Barbosa/Foto: Jota Finkler

    Aos 15 minutos, Tiago Barbosa aproveitou sobra da hesitação vascaína, que não conseguiu cortar cruzamento de Pedrinho, e, de primeira, mandou para as redes belíssimo arremate. Pouco depois, Andrey aproveitou cruzamento de Marlon Gomes para empatar, elevando a tensão no gramado do Beira-Rio.

    Eliminado com o empate, o Vasco seguiu martelando no restante da etapa inicial. Bem postado na defesa, o Inter não abdicou de criar, e também assustou, tanto com escapes de Cleberson, pela direita, quanto pelas combinações de Pedrinho e Vitinho, pela esquerda. Nem Cruz-Maltinos, nem Clube do Povo, contudo, voltaram a marcar no Gigante, mantendo o 1 a 1 até o intervalo.

    Cleberson (7) deu trabalho pela direita de ataque/Foto: Jota Finkler

    Holofotes para Fábio Matias

    Atual campeão da Copa do Brasil Sub-20, o Vasco não venderia barato a vaga nas semifinais da competição, e voltou do intervalo ainda mais ofensivo. A postura ofereceu grandes chances aos cariocas, não convertidas, e também espaços para o contra-ataque do Clube do Povo, igualmente falho para desempatar.

    Fábio Matias efetuou substituições decisivas na etapa final/Foto: Jota Finkler

    A intensa correria, é claro, não interessava muito ao Inter. Consciente de que a profusão de espaços servia muito mais aos interesses vascaínos, Fábio Matias realizou três mudanças na casa dos 15 minutos. O técnico reforçou a marcação pela esquerda, com a entrada de Thauan Lara, renovou o ânimo na direita de ataque, a partir da estreia de Juan Cuesta, e aumentou a combatividade do meio de campo, consequência da chegada de Matheus Dias. O resultado? Gol!

    Logo após entrar em campo, Matheus Dias recuperou a posse e serviu Juan Cuesta. O colombiano, em seu primeiro toque na bola, percebeu a saída do goleiro Fintelman e finalizou com classe para marcar o segundo. Seis minutos mais tarde, Matheus ofereceu novo passe açucarado, este para Cazzetta, que foi ao fundo pela esquerda e cruzou na segunda trave. Julião atentou contra o próprio patrimônio, e garantiu mais um para o Clube do Povo.

    Nem o 3 a 1 arrefeceu o ânimo visitante. Diogo Siston, na casamata, acumulou atacantes na equipe vascaína e ampliou a presença ofensiva dos cariocas. Neste roteiro, Arthur Sales aproveitou corte parcial da zaga colorada, que não conseguiu afastar cruzamento da direita, e descontou. Fábio Matias, uma vez mais, mudou o roteiro da partida, alçando João Pedro para a lateral-direita. Com ele por ali, e muita aplicação de todos os colorados, a vitória foi mantida, e a vaga garantida.

    Todo o grupo teve exibição de gala neste sábado/Foto: Jota Finkler

    Ficha técnica:

    Internacional (3): Anthoni; Vinicius Tobias, Tiago Barbosa, João Felix e Cazzetta; Lucas Vital (Gustavo), Pedrinho (Matheus Dias) e Igor (Murilo); Cleberson (Juan Cuesta), Vinicius Mello e Vitinho (Thauan Lara). Técnico: Fábio Matias.

    Vasco (2): Fintelman; JP Galvão, Menezes (Marcos Paulo), Zé Vitor e Julião (Dijalma); Andrey, Marlon Gomes (Caio Dantas) e Caio Eduardo (Marlon Santos); Arthur, Marcos Dias e Vinícius. Técnico: Diogo Siston.

    Gols: Tiago Barbosa, aos 15’/1ºT, Juan Cuesta, aos 15’/2ºT, e Julião, contra, aos 21’/2ºT (I). Andrey, aos 18’/1ºT, e Arthur, aos 39’/2ºT (V).

    Cartões amarelos: Tiago Barbosa, Anthoni e Cazzetta (I). Zé Vitor, Dijalma e JP Galvão (V).

    Arbitragem: Daniel Nobre Bins, auxiliado por André da Silva Bitencourt e Gustavo Marin Schier. Quarto árbitro: Fabrício Lima Baseggio.

    Estádio: Beira-Rio.

    Imagens

    Fotos: Jota Finkler