• Notícias
  • Clube
  • Futebol
  • Serviços
  • Clube de Vantagens
  • Inter Store
    Associe-se

    Brasileiro Sub-20: sequência positiva escapa no Rio e Celeiro é superado por 3 a 2

    Colorado saiu na frente, mas cedeu a virada (Fotos: Jota Finkler)

    Em confronto válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro Sub-20, o Celeiro de Ases foi ao Rio de Janeiro para enfrentar o Botafogo, no CEFAT. Invicto nas seis partidas anteriores, o Colorado viu sua sequência positiva chegar ao fim neste sábado (14/08), sendo superado por 3 a 2 pelo Botafogo.

    Com o resultado, a invencibilidade do time colorado, que batera o Flamengo por 1 a 0 na rodada anterior, alcançou o fim da linha após seis rodadas. Ao todo, são 16 pontos somados na 10ª posição da tabela de classificação Na próxima, marcada para o dia 22 de agosto, o Inter recebe a Chapecoense, às 15h, no bairro Passo D’Areia.

    O primeiro tempo foi de bastante equilíbrio, com chances de ambos os lados. O Colorado começou melhor, mostrando repertório ofensivo e gerando espaços na defesa alvinegra, mas o Botafogo conseguiu equiparar o duelo na segunda metade.

    Celeiro inicia em alta voltagem

    Logo aos 2min, o lateral Jonathan saiu da esquerda para dentro, tabelou com Vinícius Mello e soltou a canhota. A bola bateu na rede, mas pelo lado de fora, com muito perigo. A dupla estava inspirada e, quatro minutos depois, gerou o gol colorado. O ala bateu falta com maestria e o camisa 11 subiu bonito para o cabeceio, cruzado, sem chances para Lucas Barreto.

    Cariocas igualam

    O Colorado quase ampliou pouco depois. Novamente Jonathan e Mello construíram por dentro, Vinícius Tobias apareceu na amplitude pela direita e bateu cruzado para a defesa do goleiro. O time da casa conseguiu crescer, levando perigo aos 17min, em bate rebate dentro da área, e empatando dois minutos depois, com Vitinho, aproveitando passe de cabeça de Gabriel da Conceição.

    Chance de um lado, chance de outro

    A partida seguia equilibrada. Vinícius Mello gerava boas chances para o Inter e, por parte do Botafogo, Rikelmi era quem desequilibrava. Aos 27min, o camisa 11 colorado puxou o contragolpe e rolou para chute forte de Allison, sobre o gol. O Botafogo respondeu na sequência em jogada individual de Rikelmi, que bateu por cima.

    Arbitragem prejudica

    Na volta do intervalo, a partida seguiu na mesma toada, com oportunidades de ambos os lados. Até que, aos 10min, o Celeiro de Ases conseguiu balançar as redes. Após escanteio cobrado pela direita, a dupla de zagueiros colorada tabelou de cabeça: Felipe escorou e João Pedro mandou para o fundo do gol. Porém, a arbitragem enxergou falta pra lá de duvidosa no primeiro lance.

    9 da casa inspirado

    O centroavante dos mandantes estava em tarde iluminada e, após dar o passe para o gol de empate, anotou ele mesmo mais dois. Aos 16min, Kauê foi ao fundo e cruzou para Gabriel da Conceição completar para as redes. A virada veio quatro minutos depois, após Henrique Luro escorar, Gabriel empurrou para o gol.

    O Inter ainda mostrou força para tentar buscar o empate. Nicolas, que ingressou na vaga de Tobias, fez bonita jogada pela ponta direita, driblou a marcação e bateu pro gol. Lucas Barreto defendeu parcialmente e Matheus Cadorini estava atento no rebote – girou e acertou o cantinho. O Colorado perseguia o empate, aos 37min, Vinícius Mello se livrou da marcação e bateu firme pro gol, mas o goleiro segurou.

    FICHA TÉCNICA:

    Botafogo (3): Lucas Barreto; Vitor Marinho, Henrique Luro, Pedro Lucas e Juan (Guilherme Liberato); Wendel Lessa, Kauê, Vitinho (Raí), Juninho e Rikelmi (Felipe Vieira); Gabriel da Conceição (Ryan). Técnico: Ricardo Resende.

    Internacional (2): Anthoni; Bernardo, João Pedro, Felipe e Jonathan; Lucas Vital, Matheus Dias (Igor), Vinícius Tobias (Nicolas) e Allison (Pedrinho); Vinícius Mello e Matheus Cadorini. Técnicos: João Miguel e Leonardo Martins.

    Gols: Vinícius Mello (I), aos 6min/1T; Gabriel da Conceição (B), aos 19min/1T, 16min/2T e 20min/2T; Matheus Cadorini (I), aos 34min/2T.

    Local: CEFAT-RJ

    Arbitragem: Daniel Victor Costa Silva, auxiliado por Raphael Carlos de Almeida Tavares dos Reis e Jéssica Marciely Brasil Guimarães.

    Imagens

    Crédito: Jota Finkler