• Notícias
  • Clube
  • Futebol
  • Serviços
  • Clube de Vantagens
  • Inter Store
    Associe-se

    Bate-Papo: base tem reunião com preparador físico Octavio Manera

    Preparador da equipe profissional conversou com o Celeiro de Ases (Fotos: Ricardo Duarte)

    Em mais uma atividade para dar sequencia ao alinhamento com o futebol profissional, na tarde desta quarta-feira (27/05) uma reunião por vídeo foi realizada entre os membros das categorias de base do Internacional e o preparador físico do grupo principal, Octavio Manera. Ontem, o bate-papo foi com o técnico Eduardo Coudet.

    Assim como seu compatriota, Manera falou por mais de uma hora sobre o trabalho de preparação física desenvolvido no grupo profissional e respondeu pacientemente todos os questionamentos feitos pelos preparadores físicos e profissionais dos setores de fisiologia e fisioterapia.

    O preparador físico da equipe juvenil, Alex Khun, avaliou positivamente o encontro.

    “Muito bom estar em contato com o grupo profissional, ainda mais com uma comissão destaque na América do Sul. O Octavio mostrou que gosta de compartilhar conhecimento e por isso estamos torcendo para que tudo possa se normalizar logo e assim irmos até o CT conversar pessoalmente e ter uma outra troca de experiências, como foi a de hoje, onde todos aprendemos muito”, concluiu.

    Já o preparador da equipe júnior, João Goulart, enalteceu a proximidade dos métodos aplicado no profissional e também na base.

    “Foi um primeiro contato muito bom. Ele é muito solícito e deixou bem claro o método praticado por eles, que é muito próximo ao nosso. Assim o jogador que chegar no profissional já chega em um nível bem próximo ao que se espera lá”, afirmou.

    Após o convite feito por Manera, para que assim que possível os profissionais assistam a treinos do grupo principal, o Coordenador Técnico Rodrigo Lameira elogiou a dupla de argentinos pelos bate-papos da semana:

    “As impressões foram as melhores possíveis, tanto o Octavio quanto o Coudet vieram de peito aberto e nos fizeram sentir que fazemos parte do processo. Eles mostraram suas convicções e o porquê de estarem em alto nível”.